Adulto

Sonata em Punk Rock

Livro: Sonata em punk rock – série Cidade da Música.

Autora: Babi Dewet.

Editora: Gutenberg.

“Por que alguém escolheria uma orquestra se pode ter uma banda de rock? Essa sempre foi a dúvida de Valentina Gontcharov, que agora tem a chance de deixar tudo para trás e viver na Cidade da Música, o lugar capaz de realizar todos os seus sonhos.

Ao descobrir que tem ouvido absoluto e ser aceita na AcademiaMargareth Vilela, Tim, como prefere ser chamada, terá que superar suas inseguranças e provar a si mesma que é capaz de sucesso; mesmo que isso signifique dominar o temido piano e abraçar de vez o seu lado de musicista clássica. Só que, para dificultar ainda mais as coisas, o arrogante Kim cruza seu caminho, de uma forma que é impossível ignorar.

Em um universo completamente diferente que estava acostumada, repleto de notas, partituras, instrumentos e disciplina, Valentina irá mostrar ao certinho Kim que não é só ele que está precisando de um pouco de rock’n’roll, mas também toda a Cidade da Música.

Comentado por Paula Pimenta – escritora de Fazendo meu filme e Minha vida fora de série – , Pan Gonçalvez – youtuber e autora de Boa Noite e O amor nos tempos de #likes -, Iago Aleixo – Youtuber de K-Pop no canal Iagora – e Thalita Rebouças – escritora de Confissões de uma garota excluída, mal-amada e (um pouco) dramática.

Sou apaixonada por esta escritora e mulher, chamada Babi Dewet. Desde o meu primeiro livro dela, a trilogia Sábado a Noite, eu só consigo me apaixonar cada vez mais por suas obras juvenis, bem humoradas e repletas de boa música – quer uma playlist bem aleatória? Leia Sonata em Punk Rock!

A escritora sabe muito bem como se comunicar e achei muito interessante o método de nomeação dos capítulos. Já que esse é um livro rock’n’roll, o que não podia faltar era música, então cada capítulo tem o nome de uma música que através da letra representa-o. Além de ter algumas referências ao maravilhoso mundo oriental e do K-Pop, que não poderiam faltar em histórias dessa ícone, não?

Não foi total, mas vamos dizer que em partes eu me identifiquei muito com a Tim e posso dizer que achei ela aquele tipo de garota (garoto) extraordinária (o), que tem sonhos e metas, e que pode conseguir tudo que quer. Mas lembrem-se também do que BTS sempre diz: Não faz mal não ter sonhos agora.

Eu poderia fazer uma monólogo grande e intenso sobre esse livro,mas vou resumir logo tudo para nos poupar disso: leiam.

 

Mais Populares

Topo